8 formas de uma mulher se respeitar (no século XXI)

Olá, Madames!

Esses dias chegou até mim um texto chamado “8 comportamentos que tiram o valor de uma mulher”.

Pelo título eu já imaginei que seria difícil o conteúdo ser razoável, mas por alguma razão eu abri o site e li o texto mesmo assim.

Tudo o que eu consegui, lendo o texto, foi sentir uma profunda tristeza pelo nível de machismo que ainda existe na nossa sociedade. Sob o argumento de que as mulheres “não se dão ao respeito” e que “uma mulher de valor” tem que ter um comportamento X ou Y, homens e mulheres se acham no direito de julgar como outros mulheres deveriam se comportar, agir, pensar e falar.

Acho ultrajante alguém dizer como eu ou qualquer outra mulher deveria estar se comportando no âmbito de seus relacionamentos amorosos ou de sua liberdade sexual!

Em resposta, resolvi escrever também 8 formas de uma mulher se dar ao respeito (ou melhor, se respeitar), na minha visão:

1. Não se vista de maneira insinuante. Não use decotes, saias demasiadamente curtas, maneiras provocantes;

1. Vista-se como quiser. Use as roupas que valorizam o que você quiser valorizar. Use uma burca se lhe parecer o traje mais adequado, ou um mini vestido tomara-que-suba tomara-que-caia, se estiver com vontade mostrar o corpo. Tente usar as roupas que transmitam melhor a mensagem que você quer passar – mesmo que a mensagem seja “eu sou gostosa e sei disso”. Ninguém tem o direito de te dizer como se vestir. Não importa se você é gorda e quer usar shortinho ou se tem um peitão e quer usar decote – o corpo é seu, a roupa é sua, seja livre. Se dê ao respeito e respeite sua liberdade de ser quem você quiser e se vestir como quiser.

2. Não viva em casa de homens, mesmo que estes sejam amigos seus, mas principalmente se eles morarem sozinhos;

2. Não viva na casa de homenzinhos de merda (não sabe o que são homenzinhos de merda? Veja aqui e aqui). Frequente a casa de quem você quiser (desde que a pessoa te queira lá também, vamos respeitar o espaço alheio, né?). Não importa se a casa é de homens ou de mulheres, cerque-se de pessoas que te amam e te respeitem ao invés de ficar ditando regras estúpidas para a sua vida. Evite a casa de homens que pensam que seu corpo é uma mercadoria à qual pode ser atribuída “valor”.

3. Não seja vista rodeada de homens. Muitas mulheres perderam grandes partidos por isso. O cara vê a moça, se interessa, mas quando vê que ela é rodeada de homens, cai fora porque vê ela sem valor;

3. Novamente, cerque-se de pessoas que te amem e que te respeitem, sejam elas homens ou mulheres. Se um cara perder o interesse em você porque você está rodeada de amigos homens, esse cara não é um “bom partido”, é um machista besta ou um frouxo medroso.

4. Não fale nomes, palavrões, coisas de baixo calão ou palavras torpes que não condizem com o que uma mulher de valor deve falar;

4. Uma “mulher de valor” fala da mesma forma que um “homem de valor”. Adapte a sua fala ao seu interlocutor – use um discurso formal em situações formais e discursos informais em situações informais. E quando alguém lhe disser que você não deve falar palavrões pois isso não condiz com o que uma “mulher de valor” deve falar (o que diabos é uma “mulher de valor”, Meu Deus??), mande-o tomar no cu.

5. Busque ser discreta. Você não precisa ser espalhafatosa, gritante, que gosta de chamar a atenção para si;

5. Se você tiver uma personalidade discreta, seja discreta. Se você tiver uma personalidade espalhafatosa, seja espalhafatosa. Chame a atenção para si se sentir bem assim. Ou alguém acha que apenas homens podem chamar a atenção? Seja discreta ou espalhafatosa, mas seja livre pra ser você mesma! Em resumo: seja linda do seu próprio jeito e não deixe ninguém dizer que está errada por causa disso.

6 .Não saia por aí ficando com qualquer um. Aliás, nem “fique”. Corte isso da sua vida. Mulheres que se valorizam não aceitam serem usadas por uma noite, seja para sexo ou para qualquer coisa que seja;

6. Mulheres que se valorizam não aceitam ser usadas por uma noite – concordo com isso. Só faça sexo com alguém se você quiser. Nesse caso, faça por uma noite ou por várias, seja num relacionamento sério ou não. Mulheres que se valorizam sabem que têm liberdade sexual e que a quantidade de homens (ou mulheres, sei lá) com quem já esteve não define seu valor. Você se respeita quando não permite que façam com você o que você não deseja – o que significa que ninguém deveria lhe impor abstinência, também. Aliás, fique com quem lhe apetecer, também. Estamos no século XXI, e a sociedade não tem que se meter na sua vida amorosa ou apontar o dedo pra você se beijar alguém antes do casamento.

Em tempo: se você acredita, por motivos religiosos ou pessoais, que não deve ficar ou se relacionar com pessoas sem estar num relacionamento sério, não fique. Sua liberdade sexual envolve fazer o que você acha certo e adequado pra você! Lembre-se, apenas, que não é legal tentar impor regras para outras pessoas. Faça o que achar certo e permita que as amigas também façam suas escolhas.

7. Quando namorar, avalie bem com quem você se relaciona. Não se entregue logo de cara. Acredite que a maioria dos homens contam para os amigos detalhes sórdidos do que fazem com você na cama. Seu nome fica sujo na boca de vários homens e você nem sabe, pois eles não vão te dizer, mas, quando você passar por eles, os pensamentos serão os piores;

7. Quando namorar, entregue-se à paixão! Permita-se viver um grande amor, se achar que é o caso. Seja feliz. Entregue-se se confiar no parceiro, não se entregue se não confiar. Mas não perca tempo num relacionamento com uma pessoa que te julga pelo fato de você já ter estado com outras pessoas antes – escolha alguém que te respeite por ser exatamente como você é, e não alguém que aponte o dedo para te dizer como sua vida é errada.

8. Não viva em festas, baladas, bebedeiras e promiscuidade;

8. Viva em festas e baladas! Divirta-se! Não permita que alguém lhe imponha uma vida triste e sem diversão! Divida um vinho com os amigos em casa na sexta à noite, ou um drink na balada no sábado, ou uma coca cola no cinema no domingo. Você é dona da sua vida e a única responsável pela sua felicidade. Não permita que alguém lhe proíba de se divertir.

De nada adianta ser uma “mulher de respeito” aos olhos da sociedade machista e não conseguir se respeitar por viver tolhendo sua própria personalidade. Seja feliz, seja livre, e não perca tempo escutando quem não vale a pena*.

*OBS: Isso vale inclusive pra mim: não me escute quando eu falar besteiras! Ninguém está completamente livre de falar uma coisa idiota de vez em quando, né? Peço desculpas antecipadas por todas as vezes que isso vier a acontecer.

Beijinhos,

Madame Brum

One Reply to “8 formas de uma mulher se respeitar (no século XXI)”

  1. Muito bom, porém acho só que deveria ser mais objetiva do que ofensiva, afinal é uma resposta e não uma afronta…. 😉

Deixe uma resposta