Kimonos japoneses

Antes da era Meiji, o contato do Japão com os povos estrangeiros era bastante restrito. Nessa época, as roupas ainda não tinham sofrido qualquer influência ocidental, e as pessoas se vestiam as tradicionais roupas japonesas – que nós chamamos de kimono.
O nome kimono, no entanto, designa praticamente qualquer roupa oriental.

Jovens de kimono próximo ao templo Sensō-ji

Jovens de kimono próximo ao templo Sensō-ji

Acontece que os ocidentais, quando chegavam em terras nipônicas e perguntavam, movidos pela curiosidade pelas diferenças, “o que você está vestindo” recebiam como resposta dos japoneses apenas a palavra “kimono”, que significa, literalmente, “coisa de vestir”. É como se alguém perguntasse a você o que você veste e a resposta dada fosse apenas “roupas”.

image
Na realidade, existem diversos tipos de kimonos, para homens, para mulheres, para ocasiões formais, para uso diário, para casamento, para mulheres solteiras, para mulheres casadas… E cada um tem um nome específico!

Yukata
Na foto, eu estou vestindo um yukata: uma espécie de “coisa de vestir” feita de algodão para ser usado em casa. Este foi fornecido pelo Ryokan Izuasu, em Kyoto, para vestirmos durante a nossa estadia. O corte é simples e é fácil de ser vestido, ao contrário dos kimonos formais de seda que muitas vezes são impossíveis de serem vestidos sem ajuda!

Kimonos na loja Isetan
Se você vai para o Japão e sonha em comprar seu próprio kimono, prepare o bolso: os preços são exorbitantes. As roupas são feitas de seda pura, e o kimono completo é composto de muitas peças.
Se você não planeja gastar milhares de reais com isso, uma alternativa é comprar um Yukata, mais simples e fácil de usar, além de ser bem menos caro.

image
Beijinhos,

Madame Brum

 

Deixe uma resposta