Praga: Castelo de Praga

E seguimos com os posts sobre Praga!

O foco, dessa vez, é o Castelo de Praga.

Castelo de Praga

O castelo domina a paisagem desde as margens do rio Vltava. Enorme, imponente, belamente iluminado – admirá-lo de longe já é agradável!

Castelo de Praga no fim da tarde

Castelo de Praga no fim da tarde

Na realidade, o que hoje é chamado de Castelo de Praga está mais para um complexo, ou uma cidadezinha à parte.

Dentro dos seus muros há o Palácio Real, bem como a Catedral de São Vito (aquelas torres que se sobressaem na silhueta do castelo são da igreja), a Torre de Pólvora, o convento de São Jorge, um belo jardim, uma vila residencial onde outrora morou o escritor Franz Kafka, entre outras coisas.

Você compra o seu ingresso de acordo com quais atrações você deseja visitar. O circuito mais completo inclui a Catedral de São Vito, o antigo palácio real, uma exibição sobre a história do Castelo, a basílica de São Jorge, a Viela Dourada, a Torre de Pólvora e o Palácio Rosenberg.

Eu fiz o circuito mais curto, incluindo apenas a Catedral de São Vito, o antigo palácio real, a Viela Dourada e a pequena basílica de São Jorge. Mais detalhes podem ser encontrados no site oficial.

A Catedral de São Vito começou a ser construída em 1344 e só foi finalizada em 1929.

Catedral de São Vito

Catedral de São Vito

A Catedral é grande e imponente. Construída em estilo gótico, é de uma riqueza artística e arquitetônica impressionantes.

Catedral de São Vito por dentro

Catedral de São Vito por dentro

O palácio foi a residência dos governantes da Boêmia por muitos séculos.

Interior do palácio de Praga

Interior do palácio

Seu interior me lembrou um pouco as residências dos elfos de O Senhor dos Anéis!

A Viela Dourada é uma ruazinha com diversas casas geminadas, todas muito pequenas e iguais. Originalmente construída para abrigar os funcionários do castelo, o nome atual remota a uma época em que diversos alquimistas ali moravam e buscavam a fórmula que transformaria metais em ouro.

Um de seus moradores mais ilustres foi o escritor Franz Kafka, que morou por alguns anos na casa número 22.

Hoje não há mais moradores no local, e as casinhas foram transformadas em lojinhas de produtos típicos da cidade: doces, sabonetes, bonecos de madeira, joias…

Viela Dourada

Viela Dourada – a foto não faz jus à ruela fofinha!

Me faltam fotos do jardim do palácio, que também vale a visita.

Lá dentro há restaurantes, lanchonetes e muitas lojinhas, de modo que é possível passar muitas horas por lá. Mas reserve no mínimo umas três horas para o passeio.

Aproveite para ver a cidade do alto também – como o castelo fica em cima de uma pequena montanha, a vista é interessante de lá!

Para chegar até o castelo você pode pegar o bonde urbano, assim não gastará energia subindo a pesada ladeira.

De volta à cidade, aprecie o castelo sem moderação!

Ele é lindo durante o dia, à noite, ao entardecer… é sempre um agrado aos olhos no horizonte da cidade.

Castelo de praga à noite

Castelo de praga à noite

Silhueta do castelo e da ponte Carlos  ao entardecer

Silhueta do castelo e da ponte Carlos ao entardecer

Uma vez na cidade, não deixe de visitar e apreciar essa maravilha tcheca!

Beijinhos,

Madame Brum

Não perca nenhuma novidade do blog!
Preencha seu nome e e-mail abaixo e receba as novas postagens diretamente em seu correio eletrônico.

Deixe uma resposta